7 fatos que talvez você não saiba sobre Joinville

Joinville é a maior cidade de Santa Catarina. Mas há muitos outros aspectos positivos que é importante saber, seja você um morador, um visitante a trabalho ou um turista em busca de novidades. Antes de viajar pra Cidade da Dança pela primeira vez ou pra rever os pontos turísticos, fique de olho nas dicas a seguir. 

7 fatos que talvez você não saiba sobre Joinville

1. Polo industrial, econômico e tecnológico

Joinville, além de maior, é também a cidade mais populosa de Santa Catarina. Tem mais de 590 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2019. Foi fundada em 9 de março de 1851 e vem se consolidando cada vez mais como polo econômico e tecnológico. 

O município abriga muitas empresas renomadas nos mais diversos segmentos de atuação. Você já deve ter ouvido falar da Tigre, Ciser, Whirlpool, Dohler, Embraco, Tupy e Termotécnica. Todas estão presentes na cidade e levam o nome de Joinville para o mundo.

2. Apelidos carinhosos

Joinville tem diversos apelidos. Devido ao Festival de Dança que é o maior do mundo e vem sendo realizado há 37 anos, é conhecida como a Cidade da Dança. E também por causa de sediar a única escola do Bolshoi fora da Rússia,. 

A cidade também já foi chamada de Manchester Catarinense. A razão é simples. Depois da Segunda Guerra, o Brasil não podia contar mais com os produtos industrializados  importados da Europa. Diante disso, Joinville viveu um crescimento vertiginoso nos anos 50 e 80. E acabou sendo comparada à Manchester da Inglaterra.

3. E a princesa não conheceu Joinville…

Um fato curioso na história da cidade: as terras de Joinville foram presente para um príncipe. A princesa Francisca Carolina, filha de Dom Pedro I, casou-se com o francês François Ferdinand, em 1843. Ele era o Príncipe de Joinville. Os casamentos da época envolviam dotes e François recebeu a então Colônia Dona Francisca. 

Em 1852, surgiu a Vila Joinville, independente da Vila de São Francisco do Sul. E a cidade ganhou mais um apelido: Cidade dos Príncipes. A princesa nunca visitou Joinville. Mas a casa que foi construída pro casal morar, hoje abriga o Museu Nacional de Imigração e Colonização. O local está em reforma atualmente.

4. Verde que te quero verde

Joinville tem muitos locais pra admirar a natureza, entre eles praia e parques. O Parque Zoobotânico é central e tem ampla área de lazer pra quem gosta do verde e de animais. A comunidade local bate ponto ali em peso já que no mesmo espaço fica um mirante que oferece uma vista linda da cidade. Este é um dos principais passeios para o turista também. 

Já o Parque da Cidade fica no bairro Guanabara. Joinville é cercada pela Mata Atlântica. Muitos parques como o Prefeito Rolf Colin e o Parque Municipal da Ilha do Morro do Amaral buscam a preservação da Floresta Atlântica e da fauna da região. 

Há, ainda, o Parque Municipal Morro do Finder e áreas de proteção ambiental, tanto na Serra Dona Francisca, quanto no Piraí e no Quiriri.

5. Pedalando sem parar

Cidade das bicicletas? Mais um nome pro mesmo lugar? Sim. O município detém este título desde 1950. É que naquele período, as estatísticas davam conta de que havia uma bicicleta para cada quatro habitantes. Até hoje se vê muitas senhoras, inclusive, pelo simples prazer de pedalar

É bem comum também as empresas terem bicicletários em vez de somente estacionamentos pra carros e motos. Com certeza, o número de bicicletas não é tão grande como já foi. Aliás, não há estatísticas recentes. Mas que há um museu de bicicletas, isso há. E o acervo é bastante interessante. 

6. Até praia tem

A praia do Vigorelli não é legal pra banho. Mas não deixa de ser praia. Fica na Vila Cubatão, na zona Norte da cidade. Dali se avista a Baía da Babitonga. Vários bares oferecem petiscos e frutos do mar acompanhados por uma cervejinha gelada. No lugar, se pega uma balsa que vai pra Vila da Glória. Passeio gostoso.

7. Saiu na frente

Você sabia que Joinville é referência internacional em arqueologia? Pois é. Tem até o Museu Arqueológico de Sambaqui. A cidade também foi pioneira em várias iniciativas, como ter a primeira central de bombeiros voluntários. Mas estes são assuntos pra outros artigos. 

Vai pra Joinville? Então, se hospede no Hotel Bavarium! Faça já sua reserva!